Selfies e os exageros da beleza

Por que um número cada vez maior de mulheres recorre à plástica e procedimentos estéticos para fazer suas selfies?

Cerca de 91% dos adolescentes no mundo todo fazem selfie. E as fotos do rosto, que antes eram espontâneas, passaram a ser utilizadas para fazer cirurgias plásticas.

A busca por uma pele perfeita gerou a busca de homens, mulheres e adolescentes aos consultórios de cirurgiões plásticos, dermatologistas ou qualquer um que se disponha a alterar formas, corrigir imperfeições e melhorar a pele mesmo que com exageros.

O público feminino em especial tem começado cada vez mais cedo, e aplicações de Botox no rosto de jovens entre 10 e 15 anos não são incomuns.

De acordo com o Dr. Bruno Olavarria Aquino, que faz parte da sociedade brasileira de dermatologia, os exageros cometidos por profissionais desqualificados é maior do que a própria busca do paciente pela Beleza.

Isso porque as selfies de celebridades com a pele perfeita e rosto escultural têm deixado os jovens mais inseguros com sua aparência.

Além disso, consultórios psiquiátricos começam a tratar também casos de transtornos ou distorções de imagem.

O hábito de fazer fotos muito de perto conta também com o avanço tecnológico, câmeras mais potentes, e smartphones com maior qualidade mostram o que antes passava despercebido.

E como conter esta insegurança via selfie? A resposta está na educação de valores para fortalecer a autoestima. O apoio familiar e o bom senso, quando a opção for pela cirurgia.

O culto ao belo não pode transformar gerações em apenas rostos lindos e mentes insignificantes, certo?

Por: Maria Augusta
Visitar fonte da matéria